<$BlogRSDURL$>

sábado, março 13, 2004

Aquele Abraço 

"Quando a primeira palavra me chegou aos lábios
subi à montanha e falei com Deus: 'Senhor, sou teu
escravo. A minha lei é o teu desejo mais oculto e sempre
terás minha obediência'.
Mas Deus não respondeu.

Mil anos depois tornei a subir à montanha sagrada
e disse: 'Sou teu, de barro me fizeste e devo-te o que sou'.
Mas Deus não respondeu.

Mil anos depois escalei a montanha sagrada e de
novo me dirigi a Deus: 'Meu Deus, sou teu filho, deste-me
a vida e com amor e veneração herdarei o teu reino'.
Mas Deus não respondeu.

Mil anos decorridos subi outra vez à montanha:
'Meu Deus, és a minha esperança suprema e a minha
plenitude. Sou o teu passado e tu o meu futuro, sou a
raiz na terra e tu a minha flor no céu, juntos cresceremos
voltados para o sol'.
Deus inclinou-se para mim e murmurou belas
palavras. E como o mar acolhe o rio, assim Ele me
acolheu.

E quando desci ao vale e à planície Ele veio comigo."

Khalil Gibran em "O Louco"

Também eu, já tive abraços assim.

|

Comments: Enviar um comentário

 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?