<$BlogRSDURL$>

quarta-feira, abril 07, 2004

Anne Lacaton 


Espantosa.
Conferência que durou um pouco mais do que o previsto mas que valeu cada um dos minutos.
Uma arquitecta da modéstia, reconhecida (em conjunto com Jean Philippe Vassal) por grandes prémios europeus - entre eles a nomeação para o prémio da Fundação Mies Van der Rohe de Barcelona. Trata-se de construir com uma eficiência de quem procura minimização de custos. Não é contenção por contenção. É uma arquitectura que se destina a pessoas com menos meios financeiros. Materiais geralmente considerados pobres, que são transformados e utilizados em invenções extremamente simples e claramente arquitectónicas.
Só me apetecia aplaudir. Redescobri o que é ser arquitecto. A proximidade que atinge das pessoas. Uma modéstia e presença sinceras e sem capas. Uma verdade cada vez mais adequada aos nossos tempos. Almoços, vivências, estórias. Introduzir a melhor qualidade arquitectónica onde ela geralmente é negligenciada. Viver para isso. Com o sorriso de quem está, de facto, a cumprir os propósitos do arquitecto.
Guardei uma frase:
"Tenho sempre imensas histórias de cada projecto. Sem dúvida, todo o bom projecto tem de ter uma história para contar!"

 

[p.s.- para os meus colegas do IST..encontrei lá o 'pilgrim'!! Impecável.]

|

Comments: Enviar um comentário

 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?